Perrengues de coruja: visita ao bebê

É lindo quando o nascimento de um bebê também traz alegria para parentes e amigos. No entanto, muitas vezes a euforia deles pode atrapalhar. É por isso que neste post falaremos sobre mais um perrengue de coruja, as visitas ao bebê. Situações comuns: a) Você mal chegou da maternidade, a ficha ainda está caindo e […]

É lindo quando o nascimento de um bebê também traz alegria para parentes e amigos. No entanto, muitas vezes a euforia deles pode atrapalhar. É por isso que neste post falaremos sobre mais um perrengue de coruja, as visitas ao bebê.

Situações comuns:

a) Você mal chegou da maternidade, a ficha ainda está caindo e sua casa está um caos. Eis que surge a sua tia cheia dos palpites, ignorando completamente as 350 mil coisas que você leu – além das 700 visitas que você fez ao especialista.

b) Você está exausta, coloca o bebê pra dormir e finalmente dá o play no Netflix. Eis que seu marido chega do trabalho junto de sua cunhada. Sim, visita surpresa!

Parentes e amigos não fazem por mal, e você também não quer ser a chata. Então, sim, a situação é difícil. Mas pra você não se indispor com ninguém, existe uma saída: regras. Veja a lista abaixo:

  • Ligar antes de aparecer;
  • Evitar os horários de refeições;
  • Não aparecer se estiver doente;
  • Não beije as mãos ou bochechas do bebê;
  • Não tire do berço;
  • Não tire fotos se a mãe não permitir;
  • Não atrapalhe a hora de mamar;
  • Segure os conselhos e palpites;
  • Não fume ou use perfume;
  • Não descuide da higiene

Mande essas regrinhas básicas pra seus amigos e familiares. Não é 100% garantido que eles vão respeitar, mas é melhor do que não mandar (pelo menos se você ficar brava poderá dizer que avisou :P).

E aos visitantes: se alguém te mandou este post, saiba que a sua visita é muitíssimo bem-vinda, mas cumprir com essas regrinhas é fundamental – e, cá entre nós, não dói.